"Sem mais, a vida vai passando no vazio
Estou com tudo a flutuar no rio
esperando a resposta ao que chamo de amor".

sábado, 16 de fevereiro de 2008

Stranger


Cada dia mais ela andava mais esquisita.

Esquizofrenia aguda da ponta de um fio de cabelo.

Os amigos estranhavam-na, mas nem ela sabia explicar.

Ouvia passos em sua mente e se transportava com frequência pra todos os cantos.

O mundo desabou. Seu sangue estancou. A vida minguou.

Se pensar ela se mata, então não pensa; vegeta, escreve, se possível sem pensar...


.


5 comentários:

moacircaetano disse...

Pensar dói às vezes...

Anônimo disse...

cuidado!!!!!!!!!!! Wagner.,.,

Simone Campos Ormelezzi disse...

Olá.... Agradeço demais a visita e digo que gostei muito também do seu cantinho!!! voltarei certeza!!!

Até....

duduperere disse...

nem pensar nem escrever, menos que isso ainda...Pensar e não escrever revela o quanto efêmero é o pensamento.
www.verbologue.zip.net

Enzo Potel disse...

li seu blog ao som de Amy Winehouse, "Love is a loosing game"!

Obrigado pelo comentário lá no Conto de Facas!

:)