"Sem mais, a vida vai passando no vazio
Estou com tudo a flutuar no rio
esperando a resposta ao que chamo de amor".

domingo, 23 de maio de 2010

um de nós dois ou não

.

"O que a memória ama, fica eterno.
Te amo com a memória, imperecível."
Adélia Prado

2 comentários:

Í.ta** disse...

adélia tem versos pra lá de singelos!

marcelo disse...

em meio aos papeis, os dias noites, sois chuvas mesmo assim ela consegue ser imperecivel!

bjs