"Sem mais, a vida vai passando no vazio
Estou com tudo a flutuar no rio
esperando a resposta ao que chamo de amor".

terça-feira, 9 de março de 2010

CASA DE VIDRO

Estampada em tiras
firmada em cores
ali está ela
dormindo em amores.
.
Passando por horas
seu pensamento voa
ali está ela
correndo à toa.
.
Ela invade a casa,
não percebe que é de vidro
seu coração está ali
constantemente em atrito.
.
Chove, a chuva é mais linda
na casa de vidro.
Ela escreve uma carta
ele, um poema
se encontram de novo
em Ipanema.
...

2 comentários:

Marcelo disse...

ELe poema, ela carta...teto de vidro em Ipanema...nem é preciso que o mundo seja eterno....muito lindo...bjs

Í.ta** disse...

aaah, que poema lindíssimo!
tão ritmado. adorei!