"Sem mais, a vida vai passando no vazio
Estou com tudo a flutuar no rio
esperando a resposta ao que chamo de amor".

domingo, 24 de maio de 2009

Viagem...





Depois de algum tempo se encontraram num barzinho:



- Oi. Deixa eu te dar um abraço.



- Oi.



- Faz tempo que você chegou?



- Não, deve fazer uma hora mais ou menos...



- Como você está?



- Muito bem e você?



- Muito bem também.



...



- Me responde uma coisa: por que a gente sempre pensa um no outro?



- Não sei, deve ser porque nos conhecemos, sei lá. Quando a gente lembra do outro é porque ele existe.



- É. Se não tivéssemos mais contato nenhum seríamos indiferente.



- Não, não seríamos. O pensar não seria com tanta frequencia mas ainda assim teria o pensar.



- É...



- E se não nos víssemos nunca mais?



- O pensar ainda existiria e aí, junto dele, a saudade.



- Será???



- Teríamos. Lembraríamos com bem menos frequencia mas ainda assim sentiríamos saudades.



- E precisa se separar completamente para sentir saudades?



- Não, não precisa...



- Bem, to indo embora.



- Pra onde?



- Adeus.

5 comentários:

Anônimo disse...

"Quem pode falar, quem pode dizer
O que o amanhã vai trazer?

Quem pode falar,
Quem pode afirmar
Se vamos sorrir ou chorar amanhã?

Fazemos tantos planos
Mas a Deus pertence...

O amanhã, meu amanhã
É Seu (o amanhã)

Mesmo sem poder olhar além
Eu posso confiar
E caminhando vou segui-lo

Você não é igual a mim
Nunca falha, não desiste,
Tem sempre o melhor pra nós

Fazemos tantos planos
Mas a Deus pertence...

O amanhã, meu amanhã
É Seu (o amanhã)"

chris mazzola disse...

pensar é viver.
recordar é submeter sua memória as mais belas lembrancas.

Se, afastar gera amar...
é uma escolha (certa? errada?)
pague pra ver!

se pensar gera amar.. a saudade é só um detalhe.

Marcelo disse...

Gis, uau...altamente pop!

bjs

Tiago Moreira disse...

Tempos correm e às vezes reencontramos alguém do ontem que já não reconhecemos como antes, é muito estranho quando isso acontece.

Beijos.

Anônimo disse...

e se encontraram e foi como se nada tivesse acontecido:"onde não diremos nada; nada aconteceu. apenas seguirei como encantado ao lado teu."