"Sem mais, a vida vai passando no vazio
Estou com tudo a flutuar no rio
esperando a resposta ao que chamo de amor".

sexta-feira, 29 de maio de 2009

É.

A imagem que tenho de nós é maior que a que qualquer ser humano pode ou sente.
É algo mágico, inteligente, analítico e ao mesmo tempo subjetivo.
É algo que me faz sorrir e querer viver.
É o não se importar com o que nem com quem venha desmistificar este sentimento.
É não olhar para trás e sentir que o que passou ainda dura e que o que dura permanece:
resistes, persistes.
É um resgate de algo que não deve, que é perigoso. É desafio:
esta nuvem que passou e que paira sobre nós é um aviso:
"O amor é a verdade."
É o afeto que se é negado pelo fato de não querermos,
pela estrutura dilacerada com pontas de faca saindo dos olhares
e atravessando a alma como se fosse um massacre.
É o mais belo expressar de uma vida que se foi,
estando bem perto.
É a alegria contida num abraço e esparramada pelos cantos
de nós mesmos.
É a sinceridade vital, harmoniosa e incontestável.
É o fato aberto aos céus que me explica o quão importante
somos nós e que valemos a pena.

6 comentários:

Anônimo disse...

Nossa quanta inspiração, muito lindo!
Davi

Anônimo disse...

Lindo seu poema, adoreiiiiii, bjsss
Cris

Anônimo disse...

Fiiiiilha, que lindo seu blog!!! Tão diferente, assim como vc, singular e única; e ainda de quebra nos remete a um poema!! Vai que sua Gi... Conquiste o espaço tão seu e nos deleite com tanta magia. Bjs. Lucimara.

Marcelo disse...

Gis, pinte apos a nuvem uma janela, depois um sol, depois uma cortina timida e depois abra a janela para ela varrer a nuvem!

bjs - lindo texto de se extravazar!

Pitango disse...

Tudo vale a pena... =)
Abco
Pitango

Anônimo disse...

Como sempre maravilhoso...
Beijos

Guilherme Fernandes